10.05.2015

A busca






no arrebatar da palavra exata
a busca silenciosa
em caudais
de delírios fascinantes
só para subsistirmos
[quase mortos]
um segundo a mais
nas ilhotas isoladas
dos sonhos
não é de todo
um mal

o que dói mesmo
é morder a isca antes