8.29.2017

Com um arco iris improvisado no olhar








nenhuma estação mudou
só o vento atravessou esta porta
mal fechada onde
veio mover o dia 
com um arco iris improvisado no olhar

sobre mim e a parte de mim
ainda paira o riso anguloso 
como solo impreciso
onde fundem outros passos

mas ainda assim 
vibrante como labareda 
é neste corpo febril que agora     
oscila o sol

Salete


8.28.2017

À deriva




a garoa fina
deixava frestas para que o
frio entrasse até os ossos
mas ainda era cedo para
vestirmos nossas fantasias
de pirilampos acanhados

pegamos a estrada a deriva
de um qualquer pensamento
a se desbotar com a umidade
e tão longe e tão perto de casa
avistamos o princípio
de uma estada encantada

faltou mesmo muito pouco
para que nossos corações
ficassem para sempre
naquelas encostas
de nuvens baixas


=Pólo Cuesta=

(imagens feitas pelo celular)


8.10.2017

Amanhã







amanhã
quando os anjos vierem
abrir o meu peito e dele
saltar um sismo de indagações
refutarei a ideia de acender
uma fogueira de promessas
ao coração

do cimo e do almejado fumo
dessas inquietações
basta que eu respire sem dor
mais uma e outra vez


Salete