quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Amanhã







amanhã
quando os anjos vierem
abrir o meu peito e dele
saltar um sismo de indagações
refutarei a ideia de acender
uma fogueira de promessas
ao coração

do cimo e do almejado fumo
dessas inquietações
basta que eu respire sem dor
mais uma e outra vez


Salete



10 comentários:

PAULO TAMBURRO. disse...

Olá Salete,

respirar mais uma vez e sem dor, aí sim, e definitivamente seus poemas estarão escritos em DOR menor, mas mantendo os compassos harmônicos deste tom universal que é o dó menor.
Menor na escala musical, porém majestoso no grito afinado saído das bocas emocionadas que, finalmente, respiram.
Ar da vida que compõem as grandes sinfonias das paixões incontidas!
Porém, Salete isto só ocorrerá se a batuta estiver nas mãos de um maestro que saiba usa-la com desenvoltura e habilidade sempre envolto na certeza de que, naqueles momentos, dois é um só!
Lindo o seu poema.
Um abração carioca

Jaime Portela disse...

Da inquietação podem vir respostas às indagações...
Excelente poema, como sempre. Gostei muito.
Bom fim de semana, amiga Salete.
Beijo.

Profª Lourdes disse...

Bom dia amiga!
Minha visita hoje é para divulgar o blog da Biblioteca da escola que trabalho EREM DR Mota Silveira. Biblioteca Madre Ódila Maroja, este cantinho especial nasceu recentemente. É um blog voltado para pesquisas nas mais diferentes áreas de conhecimento, já tem postagens de , Matemática, Química, Biologia, Língua portuguesa, Filosofia, Sociologia, Direitos Humanos e outras áreas de conhecimento. Também faço parte na organização e pesquisas das postagens. O link é este, http://bibliotecamadre.blogspot.com.br/ caso deseje conhecer e seguir, será um grande prazer, pois como seguidora e comentarista dos meus blogs, você só engrandece as postagens. Obrigada, tenha um Domingo de muita paz e um início de semana abençoado.
Desculpe não comentar a sua maravilhosa postagem, logo retornarei. Abraços Lourdes Duarte.

Profª Lourdes disse...

Minha querida, li atentamente seu comentário e espero que esteja bem mesmo. Com certeza, temos que nos amar mais e retirar da nossa mala tudo que podemos descartar, jogar fora mesmo. Esse é o segredo para vivermos melhor e sermos felizes. Seja feliz sempre, abraços

CÉU disse...

Olá, querida Salete!

Estás já melhor? Encontrei um desabafo teu no blog da Profª Lourdes e vim conhecer teu espaço e tua escrita, que é de quem conhece os sentimentos, desde o amor ao desamor, passando por alegrias e angústias.

Qdo os anjos vieram "assaltar" o teu coração, que está implantado no peito, eles acalmarão tuas questões, tormentos e dúvidas e a tal fogueira se desvanecerá, então.

E ao sorrires, o oxigénio do teu humor e confiança, começará a circular, livre e gostosamente.

Gosto muito do que escreves. És soft, "serena" e em vez de "dó menor", gostaria de encontrar por aqui um SOL MAIOR.

Beijinhos e boa semana, sem stress, tá?

Pedro Luso disse...

Olá, Salete!
Excelente poema o seu. Gostei. Parabéns.
Ótima semana.
Um abraço.
Pedro

Manuel Luis disse...

Está tudo dito aqui! Gosto de te ler sem dor e é isso que desejo para ti.
Bjs

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Um belo poema de que gostei bastante.
Um abraço e boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
Livros-Autografados

São disse...

Muito belas estas palavras aqui em oferta!

Beijinho e boa semana

Maria Glória disse...

Saleta, olá! Um prazer ter você no meu blog, sempre bem-vinda!
Primeiramente, agradeço pelos seus votos, lá no meu blog, por conta do meu aniversário. Desejo a você e familiares felicidades e saúde.
Um encanto estes teus versos, te ler me fez pensar se você não tinha um outro blog, talvez antigo, que foi desativado... ou estou completamente enganada... mas gostei muito de navegar por aqui, com maior encantamento: "saltar um sismo de indagações..."
Um beijinhos, voltarei outras vezes.