12/02/2018

Como flor robusta sobre folhas verdes







aliado
ao linguajar correto das descobertas
sempre mantive uma cadeira vazia e
o interior aberto
ao sol que ilumina os recantos
esquecidos da memória
para que sempre possa sentar -me  
serenamente
à mesa com os meus
e as vezes me deter 
em um dia qualquer
dos anos da minha vida
só para ter de volta 
a brisa dos amores
que tanto sei e
os medos que nunca tive
e como flor robusta 
sobre folhas verdes
dizer:

é bom estar em casa 
outra vez ...



Salete



6 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Tão bonito!! Amei!


Beijo e uma excelente semana.

Eros disse...

Lar, doce Lar.

Pedro Coimbra disse...

Retornar ao lar sabe sempre muito bem.

Jaime Portela disse...

É bom ter a mente sempre arejada e ensolarada.
Só assim as flores se mantêm viçosas...
Aparentemente simples, o seu poema é bem complexo e uma leitura desatenta pode desvirtuar completamente o sentido que porventura a Salete lhe quiz dar. Mas nunca se tem a certeza absoluta de se ler bem o que as palavras do poeta querem realmente dizer... e esse é um dos grandes fascínios da poesia.
Gostei, amei mesmo o seu poema, parabéns.
Bom fim de semana, querida amiga Salete.
Beijo.

CÉU disse...

Olá, Salete, querida!

Não sei se fale primeiro de tuas incríveis e belas palavras, se da foto, imagem, que é de me levar o olhar e a sensibilidade.

A imagem é doce, serena, convidativa, namoradeira, enfim, um oásis, que tu foste encontrar para te sentares na tal cadeira vazia, mas que tem sempre o interior aberto a ti, a teu corpo, a tuas lembranças, amores e desamores e, naturalmente, ao astro rei e à rainha, a senhor lua, decerto. Olha, fogo na lareira! só agora, reparei. Nossa! E o "teto"? Me aprecem videiras, que beijam as traves. "Atrevidos" (rs)!

É sempre mto bem ler o que escreves e apreciar imagens, desse jeito. Obrigada!

Beijinho e bom fim de semana.

Mariazita disse...

Lindo! O retorno, seja qual for e donde for, tem sempre um encanto muito especial.
Poder contar com "uma cadeira vazia à nossa espera" (principalmente se não for no sentido físico das palavras...) é ainda mais especial.
A imagem, perfeitamente adequada às palavras, é, também ela, especial!

Obrigada pela presença na Festa de Aniversário da minha “CASA”, Salete.

Votos de um Domingo feliz
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS